As expressões do silêncio – Parte 2

Não é ocioso ressaltar que não estamos afirmando que Deus não se manifeste aos homens de outras formas, a depender das circunstâncias e de alguma lição que Ele queira nos dar. E que Ele não esteja em calorosas manifestações de convívios familiares e fraternais ou de entusiasmos expressos por meio de palmas, por exemplo, ou  até mesmo em uma parada militar, ao som de músicas marciais, entre outras situações.

Guarda Suíça - historiasylvio.blogspot.com.br.jpg

Mas sim que o silêncio é um estado de espírito que deve permear todas as nossas atividades e que a ele temos que reservar momentos especiais e generosos, que mantenham a guarda do nosso coração e o “tônus” da nossa alma e que restaurem, ademais, as nossas energias orgânicas e espirituais, após esforços mais intensos que tenhamos sido obrigados a desenvolver.

saúde-familia_1.jpg

O fato é que Deus ama o silêncio e dele se serve, habitualmente, para se comunicar conosco. Um famoso autor francês, Padre Thomas de Saint- Laurent, escreveu um opúsculo, denominado “Livro da Confiança”, que inicia com as seguintes palavras:

“Voz de Cristo, voz misteriosa da graça que ressoais no silêncio dos corações, Vós murmurais no fundo das nossas consciências palavras de doçura e de paz.”

De Maria, a Mãe de Jesus, lemos no Evangelho de São Lucas ( 2, 51), que ouvia as palavras do Seu Divino Filho e “ guardava todas essas coisas no Seu Coração”, porque o mantinha sempre em silêncio, na escuta dos sussurros Divinos.

Vale lembrar, outrossim, que, nada obstante o Seu amor ao silêncio, Jesus quis estar presente nas Bodas de Caná , com Sua Mãe e seus discípulos, demonstrando assim o seu apreço à instituição da família, e que ali realizou o seu primeiro milagre, na ordem da graça, transformando a água contida em seis alentadas talhas, no melhor vinho de todos os tempos!

bodas-de-cana.jpg
Bodas de Caná

Isto posto, penso que os excertos do artigo abaixo transcritos vão complementar as reflexões ora deduzidas e as que foram feitas na primeira parte deste post, que aliás foi muito visualizada.

Desejo-lhes um bom proveito da leitura.

A VOZ DO SILÊNCIO

“Quem de nós conheceu as acaloradas discussões nas praças ou até mesmo as tradicionais conversas em família? Ou tem o costume de buscar uma boa leitura para passar uma tranquila tarde de entretenimento?

Infelizmente, não muitos. Somos a geração dos smartphones, ipods, tablets… Os momentos de alegre convívio ou de plácido recolhimento parecem ter sido relegados por nossa sociedade tecnológica a um passado já remoto. Não seria, portanto, anacrônico falar sobre a voz do silêncio ao mundo atual?

images.jpg

Muito ao contrário! Este nosso mundo da comunicação instantânea precisa, mais do que nunca, de sua fecundidade e do esplendor nele escondido.

A expressividade de certos silêncios

O silêncio não pode ser considerado apenas por seu aspecto negativo, ou seja, a simples exclusão de palavras ou aparente falta de comunicação, pois ele, tantas vezes, muito fala. Esta é uma verdade conhecida pela experiência pessoal. Em inúmeras ocasiões de nossa vida deixamos transparecer o que se passa em nosso interior pelo silêncio. Por meio dele afirmamos, negamos, consentimos, reprovamos ou manifestamos nossa alegria ou recriminação em relação a algo, às vezes com mais significado do que se tivéssemos pronunciado algumas frases.

Deste modo, o silêncio é um extraordinário instrumento capaz de transmitir, em várias ocasiões, mais ideias do que as próprias palavras.

stcpl750.jpg
Interior da Saint Chapelle

 Jesus mesmo, na hora de sua Crucifixão, depois de dirigir aquelas imorredouras palavras ao bom ladrão – “hoje estarás comigo no Paraíso” (Lc 23, 43) -, ofereceu um frio silêncio ao mau ladrão, que lhe valeu mais do que um colossal discurso. “Quanta expressividade tem o silêncio de uma pessoa como Nosso Senhor Jesus Cristo!”.

E que dizer do silêncio de Jesus em face da insolência e prepotência de Herodes ( Lucas, 23, 8-9),que Lhe fez” muitas perguntas,mas Jesus nada respondeu”?

400px-Duccio_di_Buoninsegna_027a.jpg
O silêncio de Jesus em face de Herodes

Afastar-se do bulício para ouvir a Deus

O Antigo Testamento relata, por exemplo, a prescrição divina aos israelitas, dada a Moisés, de “apresentarem suas ofertas ao Senhor no deserto” (Lv 7, 38), o qual é símbolo de isolamento, solidão e silêncio. E conta que Judite, ao enviuvar-se, tinha feito “no andar superior de sua casa um quarto reservado para si, no qual se conservava retirada com suas criadas” (Jt 8, 5). Ali, no recolhimento, fazia penitência e jejuns, em uma vida de relacionamento com Deus.

Com efeito, para viver de Deus, com Ele e para Ele, muitas ­pessoas abandonam o bulício do mundo e abraçam o isolamento, pois assim se escuta melhor sua voz. “Os maiores Santos evitavam, quanto podiam, a companhia dos homens, e escolhiam viver para Deus”.2 Não é sem razão que São João da Cruz ensina: “Uma Palavra disse o Pai, que foi seu Filho; e di-la sempre em eterno silêncio e em silêncio há de ser ouvida pela alma”.

Deus nos fala e nos ouve no silêncio

No silêncio age, portanto, o Espírito Santo nas almas. O padre Plus cita uma eloquente descrição desta ação do Paráclito, na pena de Santa Maria Madalena de Pazzi: “[Ele] fala sem articular palavras e todos ouvem seu divino silêncio. […] Sem necessidade de estar atento, ouve a menor palavra dita no mais íntimo do coração”.paz1300x400.jpg

É perfeitamente compreendido por Deus nosso silêncio, sendo, ademais, um dos meios que Ele usa com maior frequência para relacionar-Se com as suas criaturas inteligentes e revelar-lhes as maravilhas que só podem ser entendidas na sacralidade e tranquilidade sublime da atmosfera sobrenatural.

Quais são estas maravilhas que Deus nos revela através do silêncio? A que Ele nos convida? Em belas e poéticas palavras, interpreta o Prof. de História Contemporánea e pensador católico, Plinio Corrêa de Oliveira o convite divino recebido pela alma que se recolhe:

“Ouve-me, porque o timbre de minha voz é grave e suave… Ouve-me, porque o que eu tenho a te dizer eleva a alma, descansa e entretém. Ouve-me, porque as minhas palavras põem na tua alma um certo refrigério, uma certa luz, uma certa paz que tu tinhas esquecido que existe, e que agora, quando te fala, te convida para as solidões maravilhosas de que tinhas perdido a lembrança e a saudade… […] Mas à força de falares com o silêncio, tu mesmo começas a ser um daqueles que, pelo silêncio, falam! Teu silêncio interior faz-te ouvir palavras também, e tu começas a entender, a dizer dentro de ti mesmo, que não é uma recordação que isso traz: é uma esperança! São os dias vindouros que te esperam na sua glória!”. (Revista Arautos do Evangelho, Janeiro/2016, n. 169, pp. 36-37)Blue-Water-thumb-920x575-115076.jpg

 

Portanto, reservemos alguns momentos de silêncio em nossas vidas e veremos que boa decisão tomamos e como nos tornaremos mais calmos, eficientes e felizes, e mais próximos de Deus!

notre-dame-basilica-montreal-interior-main.jpg
Notre Dame de Montreal

E não nos perturbemos se o mar, o deserto e os montes não estiverem ao nosso alcance, pois acima de tudo o que importa é que os vejamos como símbolos de ambientes propícios ao nosso encontro com Deus!

 

Anúncios

2 comentários em “As expressões do silêncio – Parte 2

  1. Excelente!
    Em suma, o verdadeiro silêncio, realmente, é um ato que nos aproxima de Deus.
    Isso não quer dizer que em outros momentos Ele não estará presente.

    Curtir

    1. Analisou certo Rodrigo. Deus está presente em todos os momentos da nossa vida, especialmente também no silêncio. Acredito que no momento de contemplação e oração , a Sua presença torne-Se mais sentida.Obrigado, pela participação.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s